Sobre a cavalaria

As série de entradas que irei apresentar sobre a cavalaria serão necessariamente resumidas. Para mais detalhes, aqui fica uma referência (perdoe-se-me a publicidade em causa própria).

Anúncios

3 thoughts on “Sobre a cavalaria

  1. Pingback: Postos do exército português (10) - o comissário geral da cavalaria « Guerra da Restauração

  2. Sr Professor Jorge Penim de Freitas:

    Adquiri o seu livro no intuito de tomar mais conhecimentos sobre a Cavalaria Portuguesa.

    Após a leitura do livro, gostaria de possuir mais informação, nomeadamente na localização da Cavalaria e com que efectivos.

    Estando eu mais interessado no Alentejo, encontro no quadro 2 – Efectivos e percentagem da Cavalaria na pág 33 do seu livro, que a Cavalaria tinha 2.900 cavaleiros em 1646, 2.387 em 1652 e 4.500 em 1666. Não refere qual ou quais as praças por onde estavam distribuidos. Existindo praças em Campo Maior, Elvas, Juromenha, Olivença, Estremoz … tenho dificuldade em visualizar a constituição de cada uma.

    Existe alguma possibilidade de me fornecer uma pista para ir de encontro à minha curiosidade?

    Em relação às Batalhas da Guerra da Restauração, no site https://guerradarestauracao.wordpress.com/2008/05/26/batalha-de-montijo-26-de-maio-de-1644/ onde escreve sobre a Batalha do Montijo refere 1.100 cavaleiros. De que praça(s) partiram?

    Sobre as outras Batalhas da Guerra da Restauração, é possivel dizer-me ou indicar onde posso consultar a proveniência dos cavaleiros?

    Caso seja possivel fornecer-me alguma informaço, agradeço. Desde já o muito obrigado.

    Com os melhores cumprimentos,

    Luis Marino

  3. Caro Sr. Luís Marino,

    Muito agradeço a sua visita a esta página.

    No meu outro livro “O Combatente durante a Guerra da Restauração”, uma das partes (com mais de 50 páginas) é dedicada aos alojamentos e à sua distribuição ao longo dos tempos. De passagem, é abordada a construção de quartéis para a cavalaria. Há ainda um anexo com a distribuição da cavalaria pelas praças do Alentejo em 1654. Penso que irá ao encontro do que me pede, mas como compreenderá, seria impossível sintetizar aqui toda a informação.

    Quanto à cavalaria que participou na batalha de Montijo, era proveniente das três principais praças: Elvas, Campo Maior e Olivença. Ocasionalmente, havia companhias de cavalaria que alojavam fora dessas três praças principais, mas a tendência era para concentrar aí a força de cavalaria, por motivos logísticos.

    Espero ter contribuído para satisfazer um pouco a sua curiosidade. Em breve abordarei no blogue alguns assuntos relativos ao tema da cavalaria.

    Com os melhores cumprimentos,

    Jorge P. de Freitas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s