Narrativas de feitos de armas (2)

Um dos primeiros exemplos de imprensa periódica em Portugal foi a Gazeta, publicação surgida em 1641. Além do intuito propagandístico de divulgação dos episódios bélicos, incluía ainda algumas notícias sobre acontecimentos passados no estrangeiro. Era impressa na oficina de Lourenço de Anveres. Sobre esta e outras publicações, veja-se TENGARRINHA, José, História da Imprensa Periódica Portuguesa, Lisboa, Editorial Caminho, 1989.

Em edição digital, formato PDF, através da ligação à Biblioteca Nacional Digital (veja-se a ligação na barra lateral; depois de aceder, procure-se o ano de 1641; apesar da indicação que os exemplares se reportam ao período de 1641-1647, a colecção disponível em suporte digital termina com o número de Agosto de 1645).

Cota da BNL: Res. 109 v.

Anúncios

4 thoughts on “Narrativas de feitos de armas (2)

  1. Caro Sr. Mestre Jorge Penim de Freitas, os meus cumprimentos pelo seu soberbo trabalho de investigação e pelo presente ‘blog’.
    Para colmatar os internautas desconhecedores sobre este assunto em particular, remeto-os para uma investigação da minha autoria: “Gazetas da Restauração [1641-1648]: uma revisão das estratégias diplomático-militares portuguesas (edição transcrita)”, uma edição da responsabilidade do Instituto Diplomático do Ministério dos Negócios Estrangeiros, cujo lançamento foi em Dezembro de 2006 [vide http://www.almedina.net].´
    Até breve e os melhores sucessos profissionais.
    Eurico Gomes Dias

  2. Caro Dr. Eurico Gomes Dias, muito agradeço a sua visita e em particular o comentário e informação que aqui deixou. A obra de sua autoria será muito bem recebida pelos leitores deste espaço – e por mim, que a irei adquirir com a maior brevidade, dado o grande interesse do tema que investigou.
    Bem haja.

  3. Caro Sr. Mestre Jorge Penim de Freitas, novamente o cumprimento. Fico muito grato pela sua pronta resposta e o interesse demonstrado pelo meu trabalho. Em sucedâneo, posso afiançar-lhe para breve o lançamento de uma outra obra minha acerca deste assunto: «A intervenção do ‘Mercurio Portuguez’ [1663-1667] nos finais da Guerra da Restauração», com introduções a cargo do Sr. General Gabriel Espírito Santo e do Sr. Professor Carlos Ziller Camenietzki, da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Trata-se de uma transcrição analítica com cerca de 1200 páginas acerca deste período histórico e focando a maior pertinência da luta propagandística/noticiosa neste contexto bélico. Em príncipio, será publicada pelo CEPESE – Centro de Estudos da População, Economia e Sociedade, da Universidade do Porto [http://cepese.up.pt/], embora outras instituições tenham mostrado já o seu interesse em apoiar-me. Estou a pensar em aproveitar o lançamento desta obra para iniciar um ciclo de colóquios sobre o assunto e tinha em mente contar com a sua presença, pois seria uma mais-valia importantíssima. Deixo-lhe o meu contacto: 918252804, quando desejar gostaria de trocar umas impressões nesse sentido.
    Votos de continuação de um excelente labor.
    Eurico Gomes Dias

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s