Batalha das Linhas de Elvas, 14 de Janeiro de 1659

1662-cerco-de-elvas-1659

Passam hoje 350 anos sobre a batalha das Linhas de Elvas.

Aqui fica um breve resumo do evento. Um exército de socorro (8.000 infantes, 2.900 cavaleiros e 7 peças de artilharia), sob as ordens do Conde de Cantanhede, D. António Luís de Meneses, foi enviado para tentar pôr fim ao cerco de Elvas, que o exército espanhol comandado por D. Luís de Haro (inicialmente, 14.000 infantes, 5.000 cavaleiros e 19 peças de artilharia) mantinha desde Outubro de 1658. A 14 de Janeiro, pelas 8 horas da manhã, beneficiando do denso nevoeiro que cobriu a aproximação da força, e também do erro de julgamento de D. Luís de Haro, o exército português rompeu as linhas de cerco inimigas e desbaratou os sitiantes, os quais fugiram precipitadamente, imitando o seu comandante-em-chefe. Ao mesmo tempo, D. Sancho Manuel, comandante das forças sitiadas, fez uma surtida para ajudar ao êxito das forças portuguesas. Somente cerca de 5.000 infantes e 300 cavaleiros das forças sitiantes conseguiram chegar a Badajoz. Para trás deixaram toda a artilharia, o depósito de munições, mantimentos e os pertences de D. Luís de Haro, incluindo toda a secretaria com importantíssima documentação. As baixas portuguesas também foram pesadas, com saliência para a morte de André de Albuquerque Ribafria, general da cavalaria.

Apesar desta vitória portuguesa, que apagou a lembrança do tremendo fracasso que tinha sido o cerco de Badajoz no ano anterior, a iniciativa da guerra continuou a pertencer ao exército de Filipe IV. Só as derrotas espanholas nas batalhas campais da década seguinte (1663, Ameixial, e 1665, Montes Claros) levariam a uma inversão dos papéis, até à ratificação da paz no início de 1668.

Imagem: Cerco de Elvas, 1659, por Pedro de Santa Colomba. Biblioteca Nacional, Iconografia, E1090V.

Advertisements

2 thoughts on “Batalha das Linhas de Elvas, 14 de Janeiro de 1659

  1. Bem tenho lido muitas historias e ja li muito sobre Elvas pensei que Elvas no passado tive-se mais historia mas ja vi que não, mas em fim eu sendo elvense contento-me com o que temos, nós que tanto falamos negativamente de Campo Maior, agora lendo a historia de eles, teem muito mais que novos e foi em campo maior que se travou muitas guerras.

  2. caro elvense fique sabendo que Elvas é das cidades portuguesas com história mais rica e importante. Posso dizer-lhe que tudo por ali passou. D. Afonso Henriques conquistou e perdeu Elvas, D, Sancho II de novo a conquistou. Vários reis e rainhas se encontraram em Elvas. O aqueduto é dos mais importantes da História. Elvas recebeu as princesas de Espanha que casaram com príncipes portugueses e vice-versa e Elvas tem uma fortaleza, digamos assim, que é única no mundo e por ali muitos militares foram defensores da nossa independência.
    Já agora escreve-se «julguei que Elvas tivesse» e enfim é tudo junto. A nossa língua é bela e dela devemos cuidar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s