Postos do exército português (16) – o tenente de mestre de campo general

LElvas3

Dando sequência à série sobre os postos do exército português (já passaram três meses desde que foi publicado o último artigo), cabe hoje a vez do tenente de mestre de campo general. Como o nome indica, era o auxiliar do comandante supremo da infantaria de uma província ou de um exército provincial, e tinha, por sua vez, um ou mais ajudantes. Nos comentários às Ordenanças Militares de 1643, Joane Mendes de Vasconcelos refere-se a este posto nos seguintes termos:

Os tenentes de mestre de campo general se devem consultar sempre de sargentos mores, capitães de cavalos ou tenentes de general da artilharia, e nunca de capitães de infantaria, por não ficarem iguais com seus ajudantes, que de capitães sobem a este posto.

As funções do tenente de mestre de campo general eram exercitar e distribuir todas as ordens recebidas do mestre de campo general e fazer o reconhecimento, no terreno, dos postos que o exército deveria ocupar.

Fonte: “Ordenanças Militares de 1643″, tit. 14º, in AIRES, Cristóvão, Historia Organica e Politica do Exercito Português – Provas, vol. IV, Lisboa, Imprensa Nacional, 1908, pgs. 60-61.

Imagem: Pormenor do painel de azulejos representando a Batalha das Linhas de Elvas, 14 de Janeiro de 1659. “Sala das Batalhas”, Palácio dos Marqueses de Fronteira.