Governadores das Armas – Portugal – Província da Estremadura

Jerónimos

1642 – João de Vasconcelos e Sousa, 2º Conde de Castelo Melhor.

1658 – D. António Luís de Meneses, 3º Conde de Cantanhede e 1º Marquês de Marialva.

1668 – D. João de Mascarenhas, 2º Conde da Torre e 1º Marquês de Fronteira.

Imagem: “Eglise et Couvent Royal á Bellem” – Mosteiro dos Jerónimos, água-forte colorida, inícios do séc. XVIII; apesar da disparidade temporal, o aspecto desta parte de Lisboa não diferia muito da que apresentava décadas antes, durante a Guerra da Restauração. Biblioteca Nacional, Iconografia, E979A.

Advertisements

2 thoughts on “Governadores das Armas – Portugal – Província da Estremadura

  1. Ex.mos Senhores.

    Venho por este meio informar que há um documento (datado de 1643-08-25 – 1644-07-28) de consulta sobre o pedido feito pelo senado para que os cidadãos que prestem serviço nas companhias da cidade de Lisboa que não sejam obrigados a outros serviços nas companhias do governador de armas, D. Antão de Almada”, Arquivo Municipal de Lisboa, Cota: AML-AH, Chancelaria Régia, Livro 1º de consultas e decretos de D. João IV, f. 140 a 144v.

    Sabendo nós que D. Antão de Almada foi embaixador de Portugal a Inglaterra em 1641 e teve lá muito tempo, explica porque em 1642 ainda não ocupava este cargo, de Governador de Armas da Estremadura do qual Lisboa fazia parte, e que ocuparia apenas cerca de um ano pois entretanto morre em combate.

    Meus cumprimentos, D. Lourenço de Almada

  2. Ex.mos Senhores.

    Venho por este meio informar que há um documento (datado de 1643-08-25 – 1644-07-28) de consulta sobre o pedido feito pelo senado para que os cidadãos que prestem serviço nas companhias da cidade de Lisboa que não sejam obrigados a outros serviços nas companhias do governador de armas, D. Antão de Almada”, Arquivo Municipal de Lisboa, Cota: AML-AH, Chancelaria Régia, Livro 1º de consultas e decretos de D. João IV, f. 140 a 144v.

    Sabendo nós que D. Antão de Almada foi embaixador de Portugal a Inglaterra em 1641 e teve lá muito tempo, explica porque em 1642 ainda não ocupava este cargo, de Governador de Armas da Estremadura do qual Lisboa fazia parte, e que ocuparia apenas cerca de um ano pois entretanto morre em combate.

    Meus cumprimentos, Lourenço de Almada

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s